Português

Aluna da Faculdade de Direito integrará Programa Internacional de Fortalecimento do Setor Público

14 de julho de 2015

imagem
A estudante Beatriz Azevêdo de Araújo, da Faculdade de Direito da UFC, vai integrar o seleto grupo que participará da sexta edição do Programa para o Fortalecimento da Função Pública na América Latina, promovido pela Fundación Botín, sediada na Espanha. Beatriz foi uma dos 32 estudantes selecionados entre 5.300 candidatos de 353 universidades de vários países.
O curso de formação tem início em 3 de outubro, com duração de oito semanas, passando por instituições dos Estados Unidos, Espanha e Rio de Janeiro. Nos Estados Unidos, ocorrerá a abertura, na Universidade de Brown.

Na Espanha, serão realizadas atividades como o Caminho de Santiago, visita a um monastério e a diferentes programas de formação, desenvolvidos no Instituto Iberoamericano da Universidade de Salamanca e em Santander, onde os participantes farão um treinamento e conhecerão o Centro Botín. O encerramento será no dia 18 de novembro, na Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro.

“Estou muito feliz por ter sido selecionada, então, espero aproveitar ao máximo a oportunidade. Minha maior expectativa é com relação aos outros participantes, saber a história deles, o que eles fazem e aprender com eles. Também tenho uma grande expectativa com relação ao treinamento em si, que busca formar líderes para a função pública”, diz Beatriz.

Trabalhando em entidades do terceiro setor e também nos projetos de extensão da Universidade, a estudante diz manter diálogo constante com o setor público. “Meu objetivo é absorver o treinamento da melhor maneira possível e tentar aplicar o que aprendi na formulação de políticas públicas, sempre dialogando com outros setores da sociedade”, pontua. Atualmente, Beatriz está morando em Montreal, no Canadá, onde participa de outro programa de intercâmbio até setembro.

SOBRE O PROGRAMA – O intuito do Programa para o Fortalecimento da Função Pública na América Latina é formar futuros servidores públicos de alta capacitação e verdadeiro compromisso com o interesse coletivo, liderando os processos de desenvolvimento em seus respectivos países. Segundo a Fundación Botín, 49% dos alunos que passaram pelo programa atualmente trabalham em órgãos públicos em seus países de origem.

A Fundación Botín acrescenta que a pretensão é “propiciar um desenvolvimento econômico, social e sustentável, assim como prestigiar o exercício da função pública  através da formação, do estudo e do trabalho em equipe, potencializando e canalizando o talento criativo dos jovens universitários que estão sendo chamados a liderar processos de mudança”. Com informações da Fundación Botín.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional – fones: 85 3366 7331 e 3366 7332